Décima legislatura marcou a elaboração e aprovação da Lei Orgânica de Mairiporã

Por Wagner Azevedo

A decisão de elevar o número de cadeiras para 15, na décima legislatura, acabou por fixar um montante que perduraria pelas três composições seguintes. Considerado alto, o número atendia aos requisitos da lei, que não observava, como se viu no início dos anos 2000, com a intervenção do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a correta relação entre o número de cadeiras e a população da cidade.

A décima legislatura voltou a ter quatro anos e 2 registros importantes devem ser evidenciados: foi a Câmara que elaborou e promulgou a Lei Orgânica que vigora até os dias de hoje, em consonância com o Estado e a União, e marcou a última passagem do prefeito Luiz Salomão Chamma pelo cargo. Ele morreria dois anos após o término do mandato.

Também chamou a atenção o fato de alguns dos eleitos terem encerrado a carreira na política logo após o fim da gestão. Não tiveram outro mandato: Dermeval Augusto Ferreira da Silva, Antônio Theodoro da Silva Filho, João Batista da Fonseca, José Roberto Porto, Maurício Barban, Olavo Baracat e Renato Gastão de Moraes Pinto.

Começava também a ascensão política de Oswaldo Pisaneschi, que venceria ainda as três eleições seguintes. Também é digno de apontamento o início da era dos muitos partidos. Na eleição que formou a décima legislatura, o PDS elegeu cinco vereadores, o PFL e o PMDB 3, o PRN 2, com 1, o PDC e PTB.

 

Mesa Diretiva

PRESIDENTES:
Dermeval Augusto Ferreira da Silva (1989 a 1991)
Oswaldo Pisaneschi (1991 a 1992)

VICE-PRESIDENTES:
Olavo Baracat (1989 a 1991)
João Rodrigues da Cunha (1991 a 1992)

1º SECRETÁRIOS:
Antonio Theodoro da Silva Filho (1989 a 1991)
José Roberto Porto (1991 a 1992)

2º SECRETÁRIOS:
José Roberto Porto (1989 a 1991)
Dermeval Augusto Ferreira da Silva (1991 a 1992)

 

PREFEITO:
Luiz Salomão Chamma

VICE-PREFEITO:
Arlindo Carpi

Dermeval Augusto Ferreira da Silva

Oswaldo Pisaneschi

Todos vereadores eleitos

  • Maurício Barban (PDC)
    506 votos (2,59%)
  • Oswaldo Pisaneschi (PFL)
    485 votos (2,49%)
  • Antônio Aiacyda (PDS)
    457 votos (2,34%)
  • Ademar Valter Coimbra (PDS)
    318 votos (1,63%)
  • Dermeval A. F. da Silva (PFL)
    274 votos (1,4%)
  • João Batista da Fonseca (PFL)
    268 votos (1,37%)
  • Manoel Pinto Júnior (PMDB)
    251 votos (1,29%)
  • Mário Romeiro (PDS)
    223 votos (1,14%)
  • José Roberto Porto (PTB)
    220 votos (1,13%)
  • Walter Jabur (PMDB)
    194 votos (0,99%)
  • João Rodrigues da Cunha (PDS)
    190 votos (0,97%)
  • Miguel Nagib Moussa (PDS)
    184 votos (0,94%)
  • Olavo Baracat (PDMB)
    165 votos (0,85%)
  • Antônio Theodoro S. Filho (PRN)
    154 votos (0,79%)
  • Renato G. M. Pinho (PRN)
    152 votos (0,78%)
  • Antonio Cândido Ferreira (suplente)
  • Donato Antonio Mozzelli (suplente)